Complexo Eólico Ventos do Araripe 3

Necessidade

A Votorantim Energia, empresa investida da Votorantim S.A., e o Canada Pension Plan Investment Board (CPPIB), uma organização de gestão de investimentos canadenses, firmaram acordos para formar uma joint venture focada em investimento e desenvolvimento no setor de geração de energia no Brasil. Inicialmente a joint venture adquiriu dois complexos eólicos operacionais no Nordeste do Brasil: Ventos do Araripe III, da desenvolvedora de projetos brasileira Casa dos Ventos, e Ventos do Piauí I (Piauí I), transferida pela Votorantim Energia para a joint venture.

O complexo eólico Ventos do Piauí I já havia sido integrado ao Centro de Operação da Geração (COG) da Votorantim pela Energia Automação no ano de 2017. Em 2018, a parceria entre as empresas foi renovada mais uma vez, e a Energia Automação foi contratada para integrar o complexo eólico Ventos do Araripe III ao sistema de supervisão e controle do COG da companhia .

Soluções da Energia Automação utilizadas no projeto

Gateway

No complexo eólico, localizado em Araripina – PE, foi instalado um gateway com a função de aquisitar os dados de todo empreendimento e distribuir para o SCADA do COG, localizado no estado de São Paulo. O gateway garante a comunicação com mais de 200 IEDs, responsáveis pela proteção e controle das subestações coletora e unitárias, além de permitir a operação dos 156 aerogeradores distribuídos em 14 parques eólicos.

Uma particularidade do projeto é o fato do gateway se comunicar diretamente com os IEDs através do protocolo MMS (definido segundo a norma IEC61850), o que dá maior confiabilidade ao sistema que fica imune às falhas do SCADA local (nível 2).

SCADA

O centro de operações já utiliza o sistema SCADA desenvolvido pela Energia Automação como plataforma de supervisão e controle. O sistema é totalmente modular e por isso foi capaz de integrar o novo complexo eólico de forma simples e rápida, sem que a operação de outros ativos da Votorantim fosse prejudicada.

Toda a supervisão do complexo Ventos do Araripe III, incluindo a subestação coletora (composta por 34 circuitos), as subestações unitárias e os 156 aerogeradores, é realizada através de uma única tela construída segundo conceitos de Alta Performance Visual. Esta característica traz grandes vantagens para a operação, entre elas:

  • Os operadores conseguem enxergar todo o circuito do empreendimento, desde a geração de energia pelas turbinas eólicas até a conexão com a linha de transmissão.
  •  A operação não precisa trocar de telas para realizar uma manobra.
  •  É possível identificar rapidamente qualquer problema ou anormalidade em qualquer parte do empreendimento.

Mobile

Após a integração do complexo eólico ao COG, o aplicativo Mobile utilizado pela Votorantim Energia também foi atualizado e agora conta com páginas específicas para que os diretores da companhia acompanhem o funcionamento dos novos ativos da empresa na palma de suas mãos.

PIMS

Os mais de 20.000 tags do empreendimento são historiados pelo software EPM e geram informações que servem de base para o cálculo de indicadores do complexo eólico.

Informações Adicionais

Ano: 2018

Cliente: Votorantim Energia