Sistema de alerta de barragens

Necessidade

A Light Energia é a empresa do Grupo Light comprometida com a geração, transmissão e comercialização de energia renovável. Com capacidade de 855 megawatts, seu parque gerador é composto por cinco usinas hidrelétricas, nos Estados do Rio de Janeiro e de São Paulo: Fontes Nova, Nilo Peçanha e Pereira Passos, que compõem o Complexo de Lajes, localizado no município fluminense de Piraí; Ilha dos Pombos, em Carmo, também no Estado do Rio de Janeiro; e Santa Branca, no município paulista de mesmo nome. Além das usinas da Light Energia, o parque gerador do Grupo Light ainda inclui participações na Hidrelétrica de Paracambi e na Renova (energia eólica), totalizando 942 megawatts.

Motivada por questões ambientais, a empresa adquiriu um sistema de alerta de barragens para a usina Ilha dos Pombos, o qual é composto por um SLA (Sistema Local de Acionamento), instalado na usina, e por um SCA (Sistema Central de Acionamento) instalado na central de operações da empresa, localizado na cidade maravilhosa. Como se trata de um sistema de alta criticidade, a empresa decidiu contar com os serviços especializados da Energia Automação para o projeto.

Soluções da Energia Automação utilizadas no projeto

SCADA

O SCADA instalado na usina Ilha dos Pombos (SLA) foi responsável pela comunicação com dois PRAs (Postos Remotos de Anunciação) responsáveis pelos alertas sonoros. Através de telas gráficas os usuários do sistema local têm acesso a uma série de funcionalidades como: Identificação da localização geográfica dos PRAs ao longo da barragem, Detecção de alarmes gerais (alta temperatura, invasão de perímetro, porta aberta sem permissão, defeito interno, falha de comunicação, etc.), Envio de comando para executar alertas sonoros ou disparar mensagem de evacuação, Acompanhamento da carga da bateria, entre outras.

O SLA converte todas as mensagens recebidas dos PRAs para o protocolo IEC870-5-104 e as distribui para o SCA, localizado na sede da empresa na cidade do Rio de Janeiro. Por sua vez, além de apresentar as mesmas funcionalidades disponíveis no local, o SCA, foi desenvolvido de forma modular para permitir a supervisão de futuros SLAs de outras barragens de forma nativa. Assim, a partir de uma única tela o usuário do sistema será capaz de monitorar todas as ocorrências e anormalidades reportadas por todos PRAs da companhia.

Através destes softwares SCADA, a Light conseguiu aumentar a confiabilidade e segurança na operação de sua barragem e se adequar à Lei 12334/2010 e Resolução ANEEL 696/2015.

Informações Adicionais

Ano: 2018

Cliente: Hobeco

Cliente Final: Light Energia